Accueil

 

É hilário ou meio maluco?

MELMAN Charles
Date publication : 31/12/2020
Dossier : Traduction éditoriaux
Sous dossier : En portuguais

 

É hilário ou meio maluco?

É hilário ver que há dois problemas, cujos efeitos não são negligenciáveis, e que entretanto permanecem não resolvidos ainda que a responta seja evidente.

O primeiro concerne à concorrência entre pai e filho. Ela é ridícula uma vez que um e outro não ocupam o mesmo espaço. Certamente pode parecer idêntico de um ponto de vista topográfico, o espaço doméstico portanto, mas na realidade ele é topológico e bem distinto para um e para o outro, pois é negócio de gerações, há um corte entre eles.

Por que um recalcamento recai sobre o fato de que um pai não é nunca senão o representante do real que separa duas gerações e que é o domicílio do ancestral próprio à linhagem? Pai e filho não têm de início a mesma classe e o que há a ser disputado entre eles é a dívida comum em seu direito.

Colocar assim a questão tem a vantagem de esclarecer de saída a segunda. Por que o pai é regularmente confundido no lar com uma autoridade real enquanto ele não deve seu poder senão à delegação simbólica que caracterisa sua função?

Se Freud dá por exemplo de símbolo a bandeira ou a cruz, notemos o quanto essas são hoje o objeto de uma recusa pública frequente, como se fosse evidentemente a própria dimensão simbólica que se tratasse de negar.

É assim que se pode ver um Presidente ser não mais o representante de um interesse nacional que poderá ocasionalmente custar para seus apoiadores, mas ser o agente executivo de uma população exigente por ser protegida ainda que isso custe ao interesse nacional. Os maus espíritos acharão isso hilário ao passo que é apenas tortuoso.

Charles Melman
14 de dezewmbro de 2020

P.S. Eu escutei VGE dizer que o Sr. Barre não tinha sido um “bom político” porque seis meses antes de vencer o prazo da eleição presidencial ele tinha querido dizer aos franceses que por culpa do choque petroleiro, o nível de vida deles tinha baixado. E se fosse por não tê-lo feito que VGE foi expulso?

 

Traduction faite par Letícia Fonsêca

Espace personnel