Accueil

 

Você não é um imigrante?

MELMAN Charles
Date publication : 22/12/2017
Dossier : Traduction éditoriaux

 

Pode-se ser sensível ao fato de que a dificuldade do pequeno imigrante é aquela de sua relação com o nome-do-pai.

Ele de fato está em crise por causa do deslocamento que está operando entre aquele, ideal, de sua origem e a nova realidade que a desmente. Mas está também por causa do olhar que clareia essa realidade e onde ele tem apenas a oferecer, parece, uma tarefa.

De toda maneira tornada real e por falta de simbolização, falta-lhe um referente fálico que seria conciliador.

Uma complicação inesperada lhe é fornecida pela constituição da Europa, a França parecendo reservar a exaltação de seu passado nacional em manifestações marginais, esportivas, por exemplo, o que testemunham as flutuações e as incertezas do ensino dispensado na escola. Por falta de encontrá-lo em casa, esse referente fálico constitutivo da identidade não parece contudo accessível pela aquisição de um saber.

Resta a se encontrar um bando de abandonados como ele, frequentemente misto, uma vez que ele ilustra a generalidade da carência paterna.

Mas o mais surpreendente é que é graças à Internet que ele poderá estabelecer relações indiferentes à origem do locutor. Certamente os bens então compartilhados serão mais comerciais que culturais ou espirituais, mas têm por princípio a ultrapassagem dos interditos parentais – donde é que eles vêm?

Qual “pensador” o teria imaginado?

Tradução : Leticia Patriota

Espace personnel